fbpx

Perguntas e Respostas sobre implantes dentários

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

1) O que é um implante dentário?

É um dispositivo metálico em sua essência feito de titânio para substituir dentes perdidos ou comprometidos.

 

 

2) Quais são os componentes dos Implantes dentários e as suas respectivas funções?

Basicamente o implante é uma peça única, mas a reabilitação completa pode envolver três elementos básicos: o implante propriamente dito, a coroa (parte visível do dente) e um intermediário protético (um componente que une a prótese – coroa – ao implante).

 

 

3) Como funciona o implante dentário?

O implante dentário funciona como um perfeito substituto para um dente perdido ou comprometido, tanto de forma estética como funcional.

 

 

4) O que é osteointegração?

É a íntima relação entre as superfícies osso/implante onde conseguimos uma ancoragem óssea absoluta, ou seja uma máxima estabilidade no implante na estrutura óssea.

 

 

5) Por que fazer implante dentário?

Para manter a função, estética, conforto, autoestima e estabilidade da saúde bucal. Evita vários problemas futuros, tanto problemas dentários como cárie, recessões,sensibilidade, problemas ortodônticos… como dores na ATM, dor de cabeça, assimetria facial, envelhecimento precoce.

 

 

6) O implante dentário substitui o dente perdido? Qual a função da coroa?

Sim, o implante dentário pode substituir um dente perdido. A coroa é a parte visível do dente. Basicamente tem funções estéticas e mastigatórias. A função do implante é ser a raiz do dente, fixar a coroa ao osso. Quando não há essa fixação ao osso, ou a prótese é fixa nos dentes vizinhos  ou é móvel.

 

 

7) O implante dentário é seguro?

Seguindo os protocolos básicos de atendimento e com uma anamnese bem feita sim, o implante dentário é bastante seguro e confiável.

 

 

8) A cirurgia do implante dói?

Realizada com um bom planejamento e seguindo as recomendações do seu dentista, a cirurgia é indolor, realizada em consultório odontológico com anestesia local simples.

 

 

9) Os implantes dentários podem ter insucesso? Rejeição?

Sim. Os casos de insucesso acontecem principalmente se o paciente não seguir as recomendações de seu dentista, que basicamente envolvem repouso, boa higienização e algum medicamento prescrito caso necessário.  Já a rejeição é um termo que não deve ser utilizado para os implantes, pois essa acontece quando o corpo não aceita um material e o expulsa como um corpo estranho. Isso não acontece com os implantes pois eles são feitos com materiais biocompatíveis.

 

 

10) Quais os cuidados após a cirurgia de implante dentário?

Basicamente envolvem repouso, boa higienização e algum medicamento prescrito caso necessário.

 

 

11) O que comer após a cirurgia de implante dentário?

É recomendado nos dois primeiros dias EVITAR alimentos mais rígidos e mais quentes. Então aconselhamos dar preferência a alimentos frios ou gelados, líquidos ou pastosos.

 

 

12) O implante dentário pode ficar mole? Pode cair?

Não deve. Caso aconteça, o paciente deve procurar imediatamente seu dentista. Quando isso acontece, são os casos de insucessos. Que, não se iluda, acontece. A odontologia não é uma ciência exata.

 

 

13) O que acontece quando não há quantidade de osso suficiente?

Nesse caso um planejamento mais minucioso deve ser feito para avaliar a possibilidade de regeneração óssea através de enxertos. Existem vários tipos de enxertos, cada  qual com as suas indicações. Consulte o seu dentista sobre o melhor tipo para o seu caso. Normalmente, quanto mais tempo você passa desdentado, quanto mais tempo você demora para reabilitar, maior é a perda óssea e mais provável é a necessidade de enxerto. Mas só após a realização de exames é possível dizer se vai precisar ou não de enxerto.

 

 

14) O que substitui o implante dentário?

Existem substitutos para implantes dentários que podem ser próteses removíveis ou próteses fixas sobre dentes remanescentes. No entanto, cabe ao dentista lhe propor as opções de tratamentos com as suas respectivas vantagens e desvantagens.

 

 

15) É possível remover o implante dentário?

Sim. Principalmente em casos de implantes mal posicionados.

 

 

16) Qual a diferença do implante dentário para a prótese fixa?

Essa pergunta é um pouco complexa. Mas basicamente implante dentário é ancorado diretamente no osso. A prótese fixa pode ser uma prótese sobre implante ou sobre dente. O implante é uma peça que funciona como a raiz do dente, então ele precisa de uma prótese fixa para funcionar como a coroa do dente. A prótese fixa também pode ser feita em dentes que ainda tem a raiz (dentes geralmente tratado canal). Apesar de terem o mesmo nome, prótese fixa, a confecção da sobre implante é diferente da sobre dente.

 

 

17) Quem tem implantes dentários pode fazer ressonância magnética?

Pode sim. Não existe essa contraindicação.

 

 

18) Quem tem implantes dentários pode fazer tomografia computadorizada?

Pode sim. Não existe essa contraindicação.

 

 

19) Quem tem implantes dentários pode fazer radiofrequência?

Pode sim. Não existe essa contraindicação.

 

 

20) Quem tem implante dentário pode usar aparelho dentário, pode fazer tratamento ortodôntico?

Pode sim. Não existe essa contraindicação. No entanto, o ideal é quando for necessário, usar primeiro o aparelho ortodôntico para depois instalar o implante. O implante é osteointegrado ao osso, não sofre movimentação, então a posição dos outros dentes mudam, mas a do implante não. Então tem que fazer um bom planejamento para evitar limitações no tratamento.

 

 

21) Qual índice de insucesso dos implantes dentários e o que fazer nesses casos?

O índice de insucesso de implante varia de profissional para profissional, mas normalmente é baixíssimo. Está mais relacionado aos cuidados pós-operatórios que devem sempre ser lavados a sério pelo paciente. Caso aconteça, o paciente deve entrar em contato imediatamente com seu dentista para prontamente ser resolvido.

 

 

22) O que é o mini-implante dentário?

O mini-implante é um dispositivo de ancoragem ósseo absoluta normalmente utilizado para movimentações ortodônticas. Diferentemente do implante dentário, nos mini-implantes não há osseointegração. São utilizados em tratamento ortodônticos para facilitar a movimentação dentária.

 

 

23) Como conseguir implante dentário gratuito?

Gratuito mesmo só através do SUS. Alguns postos de saúdes ou CEO’s (Centro de Especialidades Odontológicas) estão habilitados para esse tipo de procedimento. Mas também é possível conseguir a preços bem acessíveis em entidades de ensinos como faculdades ou centros de capacitações profissionais de aperfeiçoamentos, especializações, mestrados e doutorados. Nestes últimos casos, os procedimentos são feitos por dentistas formados que estão aprendendo, se aperfeiçoando ou se especializando na especialidade implantodontia. Geralmente são tratamentos bem  mais demorados.

 

 

24) Como conseguir implante dentário pelo SUS?

Nesse caso precisa de um encaminhamento para um posto de saúde ou CEO (Centro de Especialidades Odontológicas) que esteja habilitado para realizar esse procedimento. Em Fortaleza, esse serviço não é disponibilizado .

 

 

25) Qual plano cobre implante dentário?

É difícil um plano dentário que cubra integralmente a reabilitação por implante que não seja o SUS. Alguns planos cobrem uma parte do tratamento, outros ressarcem o paciente e por aí vai. Os planos que atendemos na clínica nenhum dá direito a implante.

 

 

26) Porque implante dentário custa caro?

O implante dentário não custa caro. A complexidade e os benefícios que o implante trás deixa o custo do implante insignificante. Se você calcular o tempo de uso (o tempo de benefício), pelo preço cobrado você vai ver que é muito barato. Caro mesmo é ficar sem o dente, é não reabilitar. Aí sim, teremos prejuízos difíceis de mensurar.

 

 

27) Quais os benefícios dos implantes dentários?

Dezenas. Os mais relevantes são: função, estética, estabilidade, melhorar autoestima, segurança, conforto.

 

28) Qual o problema que vai acontecer caso você não substitua o dente perdido?

Dezenas. Você pode apresentar danos estéticos, mastigatórios, baixa estima, defeitos ósseos, dificuldades na fala e deglutição, movimentação dentária indesejada, comprometimento dos demais dentes como “amolecimento”, sensibilidade, extrusão (crescimento), e uma série de outros problemas.

 

 

 

Fechar Menu
× Como posso te ajudar?